Centro de Formação EduFor

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Erro
  • Erro ao carregar dados do sinal web.

Portal das Escolas

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

A apresentação oficial do Portal das Escolas ocorreu no dia 22 de Junho, na Fundação Centro Cultural de Belém, Sala Almada Negreiros, com intervenções de Maria de Lurdes Rodrigues, Ministra da Educação, Augusto Santos Silva, Ministro dos Assuntos Parlamentares, Francisco Pinto Balsemão, Presidente do Conselho de Administração da SIC e José Manuel Marquitos, Vice-Presidente da RTP.

Para além dos discursos proferidos, teve lugar a assinatura de Protocolos de colaboração entre o Ministério da Educação, a RTP e a SIC para o Portal das Escolas, que permitirá a disponibilização dos arquivos destas entidades nesta plataforma.

O Portal das Escolas destina-se a toda a comunidade educativa pré-escolar e dos ensinos básico e secundário. Neste sítio é possível encontrar informação pertinente sobre os estabelecimentos escolares e respectivas comunidades educativas, notícias e eventos de educação, assim como um repositório com vários recursos educativos digitais, nomeadamente textos, imagens, vídeos ou músicas.

Neste âmbito e visando a constituição da maior rede colaborativa em linha da educação em Portugal, as escolas e os docentes serão também convocados como produtores de conteúdos, fomentando-se a produção, a partilha e a utilização de conteúdos digitais pela comunidade docente.

Segundo a Ministra da Educação, este Portal pretende “garantir a diversidade e responsabilidade dos agentes, conteúdos e suportes envolvidos, bem como a centralidade das escolas e professores em todo o processo”.

Consulte o Portal das Escolas em www.portaldasescolas.pt

 

54% dos internautas procura educação na Internet

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Os resultados de um estudo da Marktest - empresa nacional de estudos de mercado - divulgado esta semana, comprovam que 2,2 milhões de pessoas navegaram, a partir de casa, em sites na área da educação, nos primeiros cinco meses de 2009.

Foram 2.227 mil os residentes em Portugal continental que, entre Janeiro e Maio deste ano, visitaram páginas na Internet relacionadas com o ensino, o que corresponde a 54,1 por cento do total dos utilizadores de Internet do nosso país.

Foram visitados 104 milhões de sites do género, o que dá uma média de 47 páginas por utilizador, em cinco meses. O tempo dedicado a este tipo de páginas, pelo total dos internautas, ultrapassa as 774 mil horas, numa média de 21 minutos por visitante.

O site Prof2000.pt - um programa de formação de professores à distância - foi o que registou maior número utilizadores, registando 498 mil visitantes diferentes. A página da Universidade do Algarve foi aquela em que os visitantes despenderam mais tempo, num total de 34 640 horas.

O Sigarra - da Universidade do Porto - é o que conta com mais páginas visitadas (6 milhões), além de ter sido o segundo site com maior número de visitantes esporádicos (233 mil) e também o segundo a quem os utilizadores dedicaram mais tempo (32 878 horas).

O Brasil Escola, o site da Universidade de Coimbra e do Instituto Superior de Agronomia da Universidade Técnica da Lisboa são outras das páginas, na área da educação, a que os portugueses mais recorrem.

Fonte: http://tek.sapo.pt (27/06/09)

 

Concurso: Faz Portugal Melhor

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

«FAZ PORTUGAL MELHOR!» é um concurso organizado pelo Ciência Hoje dirigido aos alunos do 3º ciclo e do ensino secundário para o ano lectivo 2009-2010. A ideia mobilizadora é o desafio lançado aos jovens: intervir para conhecer e melhorar o mundo que os rodeia, gostar do seu país, da sua zona e de si próprios também.

Lança, assim, um desafio aos nossos jovens: o desenvolvimento de projectos sobre a realidade que os rodeia, identificando problemas, propondo soluções, promovendo mudanças.

Para além dos professores que orientarão os seus alunos, é esperada a colaboração no desenvolvimento dos projectos, das famílias, das instituições do ensino superior, das autarquias, empresas e associações.

O site do concurso reflectirá o trabalho produzido pelos alunos e a colaboração de toda uma rede de cooperação que por certo se constituirá.

É esperado que os alunos, orientados pelos professores, em parceria com as autarquias, empresas e outras instituições desenvolvam projectos que justifiquem a afirmação de Paulo Freire: “O projecto é o impossível viável”.

Fonte: www.cienciahoje.pt

 

KidRex: Motor de Busca do Google para Crianças

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

A segurança das crianças na Internet é um tema que cada vez mais preocupa Famílias, Escolas e toda a Comunidade em geral. Com vista a pensar nesse aspecto, o Google lança um motor de busca especialmente concebido para crianças até aos 10 anos de idade - O KidRex.

Baseado em SafeSearch, o novo motor de busca filtra conteúdos inadequados para as crianças, proporcionando uma forma divertida e segura de pesquisar informação.

O site apresenta uma área destinada aos pais contendo uma breve explicação do que é o KidRex e como funciona. São também disponibilizadas algumas recomendações/orientações para uma melhor segurança na utilização da Internet -  KidRex's Tips for Online Safety.  

O KidRex apela à colaboração dos pais, disponibilizando uma área específica para denunciar sites com conteúdos impróprios – Webpage Removal Request Tool

A utilização ética, responsável e segura da Internet deve ser algo que deveremos sempre ter em conta, especialmente quando se trata de crianças.

Conheça o KidRex clicando aqui

Fonte: http://www.educatic.info

 

Curtas na Rede

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

A Fundação da Juventude associa-se, uma vez mais, ao Concurso Curtas na Rede, uma iniciativa da Junta da Galiza, através da Secretaria Geral de Comunicação, da Direcção-Geral de Comunicação Audiovisual e do Conselho da Juventude da Galiza, com o apoio do Eixo Atlântico.

Nesta edição, os participantes terão a oportunidade de explorar a fundo os géneros cinematográficos, apresentando uma curta-metragem que não poderá exceder os 5 minutos de duração, de temática livre, cingindo-se aos seguintes géneros: curtas-metragens de ficção, de animação, experimentais e documentais. Podem também concorrer com cápsulas, que são trabalhos de duração não superior a 3 minutos, que acolhem as expressões audiovisuais não contempladas nas curtas-metragens. Existe, de igual modo, a modalidade microfilme, que permite a apresentação de trabalhos com temática e género livres, realizados com a câmara do telemóvel, sem nunca exceder os 30 segundos de duração.

Há 26 prémios pecuniários que oscilam entre os € 300 e os € 3.000, reconhecendo as várias categorias já mencionadas e outras áreas, como sendo a interpretação ou a edição.

Qualquer pessoa com idade superior a 15 anos, entusiasta da criação audiovisual e multimédia, poderá inscrever-se no site do concurso e enviar o(s) seu(s) trabalho(s) até dia 10 de Setembro de 2009.

Para qualquer esclarecimento ou consulta do regulamento e lista de prémios, dirija-se ao sítio oficial - www.curtasnarede.es - ou contacte a Fundação da Juventude, na pessoa de  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript ativado para o visualizar .

Fonte: www.fjuventude.pt

 



Moodle

Siga-nos...

RSS FaceBook Twitter Youtube

Avaliação do Desempenho Docente

Novo Acordo Ortográfico

ERTE/PTE

Inquérito

Que utilização faz das TIC nas suas aulas?
 

Certificação de Competências TIC

Certificação de Competências TIC

Destaques

Inovar com QI

 

Rede de CFAE's da Região Centro

 

Rede Desenvolver

 

ERTE/PTE - Equipa de Recursos e Tecnologias Educativas/Plano Tecnológico da Educação

 

 

Programa Prof2000